Mural

Blog dos correspondentes comunitários da Grande São Paulo

 

Mudamos!

Olá, pessoal.

O Blog Mural está em novo endereço, confira: http://mural.blogfolha.uol.com.br/

E não se esqueçam de salvar nos favoritos!

Escrito por Blog Mural às 18h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Aos domingos, trens da CPTM demoram até 30 min para passar

Por Leandro Machado

Além da lotação e de constantes problemas nas viagens durante a semana, os usuários da linha 11-Coral da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) vêm enfrentando outro desafio também aos domingos: a espera pelos trens chega, em média, a 25 minutos.

 

A linha 11 liga a Luz (centro de SP) a Guaianases, bairro da zona leste.

 

O site da estatal informa que, nos finais de semana, o intervalo entre uma composição e outra é de 10 minutos.

 

Não foi o que constatou o Mural em visita à estação Luz nos últimos três domingos. Os trens demoravam de 25 a 30 minutos para passar. Com o intervalo maior, as plataformas e os trens ficaram lotados.

 

Plataforma da estação Luz fica cheia com o intervalo maior entre os trens

 

“Todo final de semana é a mesma coisa. Se eu quiser ir sentada, preciso esperar outro”, diz a balconista Ângela de Fátima, 24. Ela trabalha na Liberdade, no centro, e demora 2h30 para chegar ao Itaim Paulista, bairro onde mora, na zona leste.

 

O técnico agrícola Marcos Mengel, 30, diz que, aos domingos, leva 1h30 da Luz até Mogi das Cruzes, cidade da Grande São Paulo. “Durante a semana, a viagem não passa de 1h”, diz Mengel. “Essa demora vem acontecendo há muito tempo, sei porque uso muito essa linha nos finais de semana”.

 

“Às vezes, a espera é maior do que a viagem no trem”, diz Aline Queiroz, 21, recepcionista e moradora de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Ela trabalha próximo aos Hospital da Clínicas (região central) e leva 1h40 até em casa. “E a gente acha que no domingo vai ser tranquilo, que nada. É pior que durante a semana”.

 

Trem fica lotado na estação Luz, no domingo, 5 de fevereiro

 

Nos horários de pico de dias úteis, o intervalo dos trens é de 5 minutos, segundo o site da CPTM.

 

Em nota, a assessoria de imprensa da companhia disse que os atrasos nos finais de semana ocorrem por conta de obras de manutenção e modernização da linha e que procura avisar os usuários por meio de notas em seu site e de sinalização nas estações.

 

No dia 29 de janeiro, não havia placas na Luz falando do atraso. Nos 22 de janeiro e dia 5 de fevereiro, um cartaz informava que os trens circulavam com maior tempo de espera, mas não dizia quantos minutos seriam.

 

No alto falante, um funcionário da companhia anunciava: “Em virtude de obras na linha, os trens estão circulando com maiores intervalos e tempo de parada nas estações. A CPTM conta com sua compreensão”.

 

Leandro Machado, 22, é correspondente de Ferraz de Vasconcelos.

@machadoleandro

lmachado.mural@gmail.com

leandro.machado@grupofolha.com.br

 

Escrito por Blog Mural às 14h18

Comentários () | Enviar por e-mail | Zona Leste | PermalinkPermalink #

Na Jova Rural, não existe sinalização de trânsito

Por Aline Kátia Melo

 

Já parou para pensar na importância da sinalização de trânsito no seu bairro? Eu nunca tinha pensado nisso antes de acontecer um acidente no meu.

Na Jova Rural, bairro onde moro, na zona norte de São Paulo, não há semáforos, faixa de pedestre, lombadas, nem medidor, nem placa de limite de velocidade.

No dia 9/1, por volta das 15h30, um ônibus da linha Jova Rural/Tietê seguia sentido centro e uma lotação, que faz Jova Rural/Carandiru, voltava no sentido bairro. Ambos bateram de frente na avenida Arley Gilberto de Araújo, perto da esquina da rua Maranhão.

Sempre notei que ônibus e lotações sempre sobem e descem esse trecho com velocidade alta e que mais cedo ou mais tarde um acidente ia acontecer. Nessa hora, a gente imagina o transtorno que poderia ser evitado se houvesse sinalização na região.

Acidente entre ônibus e lotação

Outra coisa que aprendi, foi que as sinalizações de trânsito, em sua grande maioria, são colocadas a partir da solicitação dos próprios moradores das regiões.

A pessoa interessada pode solicitar de três formas: pelo fone 156, na subprefeitura responsável pela região ou preenchendo um formulário site da Prefeitura de São Paulo, no SAC - Serviço de Atendimento ao Cidadão.

No SAC, o cidadão-solicitante recebe um número de protocolo e sua solicitação é encaminhada para a CET - Companhia de Engenharia de Tráfego, que fará um estudo para analisar se é possível ou não atender o pedido.

Fiz uma solicitação no dia 11/1, pelo site, dois dias depois de ter testemunhado o acidente, para que a avenida Arley Gilberto de Araújo ganhasse uma sinalização. Entre as opções disponíveis, escolhi "Circulação de Pedestre" e optei por justificar como "Conflito entre Pedestre e Veículo" _afinal, as pessoas não podem nem pensar em atravessar a tal avenida sem correr riscos.

Acompanhei o número do protocolo e em 26/1, 15 dias depois, recebi a seguinte resposta:

“(...) conforme o Artigo 94 do referido Código e a Resolução nº 39/98 do Conselho Nacional de Trânsito – CONTRAN (...) fica impossibilitada a colocação de obstáculos redutores de velocidade no local, pois as características da via (declividade) não atendem a todas as normas exigidas para a instalação desse tipo de dispositivo... Departamento de Atendimento ao Munícipe – DAM”.

O acidente foi a prova de que algo está errado no local. Se nada for feito a respeito, os acidentes vão continuar a ocorrer. Fiz a minha parte, mas a Prefeitura respondeu que a lombada não é viável, e não ofereceu alternativa. Qual será a solução então?

 

Aline Kátia Melo, 28, é correspondente comunitária da Jova Rural.

@alinekatia

alinekatia.mural@gmail.com

 

 

Escrito por Blog Mural às 13h22

Comentários () | Enviar por e-mail | Zona Norte | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

QUEM SOMOS

Vivian Whiteman O blog Mural é produzido por algumas dezenas de correspondentes comunitários que moram na periferia da Grande São Paulo e arredores.
Projeto Mural

SITES RELACIONADOS

Twitter Facebook RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.